AMOR...A BASE DE TUDO NA VIDA!

AMIGOS QUE NÃO DÃO PENA, DÃO ORGULHO!

Venha e junte-se a um grupo de amigos que já participam do blog e se preocupam com o nosso país, com as nossas crianças, com a natureza, com os idosos e também com os animais. Faça essa "corrente pra'frente" e se gostar das postagens, COMENTE.Aqui você FAZ A DIFERENÇA! Sejam muito bem vindos!

AMIGOS INCENTIVADORES DO BLOG "BRASIL DÁ PENA" :

terça-feira, 20 de setembro de 2011

MENINA DE 14 ANOS É COLOCADA EM PRESÍDIO NO PARÁ. E O ESTADO É REINCIDENTE!


Pará não aprendeu com a lição', afirma Rodrigo Pimentel

Menina de 14 anos é encontrada em presídio no Pará. Segundo o comentarista, há cinco anos, outra jovem foi achada em uma delegacia.

Um escândalo: uma menina de 14 anos é encontrada em um presídio no Pará. Ela ficou no meio de 320 presos durante quatro dias. Não é só isso: armas de fogo, bebida alcoólica, drogas e resistência aos inspetores da própria penitenciaria.
A função da cadeia moderna é punir, reinserir e neutralizar. Essa cadeia não atingia nenhum desses objetivos. Apesar de ser uma colônia agrícola, um regime semi-aberto, essa penitenciária também tem essa obrigação de punir, reinserir e neutralizar. Ou seja, total abandono.
Isso exemplifica o estado do sistema penitenciário do Pará. Não é a primeira vez que uma menor é encontrada dentro de uma cadeia no estado. Há pelo menos cinco anos, outra menor foi encontrada em uma delegacia. Então, o Pará não aprendeu com a lição.
(Reportagem exibida no Bom Dia Brasil, da Rede Globo, do dia 20/09/2011).
As palavras acima são do consultor de segurança, da Rede Globo, Rodrigo Pimentel. O caso da menor mantida num presídio no Pará, junto com mais de 300 presos, e que culminou com o estupro da garota, além de terem obrigado a mesma a consumir bebida alcoólica, é um caso tão grave que se apuradas as devidas responsabilidades, não resta outra alternativa se não a exoneração de delegado,secretário de segurança e demais envolvidos na segurança pública do Estado. É algo realmente deprimente e que contradiz tudo aquilo que reza os princípios da Vara de Infância e Juventude. Como poderemos formar valores em nossos jovens, na sociedade adolescente de nosso país, se nos defrontamos com casos pífios desse tipo, onde homens públicos que defendem cargos visando a segurança pública, cometem atos tão imorais e desmedidos.
É bom que o governo do Estado do Pará, tome providências enérgicas para se apurar os responsáveis pela estupidez de se colocar numa cela de presídio, uma menor de 14 anos, junto com outros trezentos presos. O Pará é muito GRANDE para um ato tão pequeno desses!!!

Postar um comentário