AMOR...A BASE DE TUDO NA VIDA!

AMIGOS QUE NÃO DÃO PENA, DÃO ORGULHO!

Venha e junte-se a um grupo de amigos que já participam do blog e se preocupam com o nosso país, com as nossas crianças, com a natureza, com os idosos e também com os animais. Faça essa "corrente pra'frente" e se gostar das postagens, COMENTE.Aqui você FAZ A DIFERENÇA! Sejam muito bem vindos!

AMIGOS INCENTIVADORES DO BLOG "BRASIL DÁ PENA" :

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

OS GRAVES ERROS NA ENFERMAGEM DO BRASIL



O Fantástico exibiu matéria neste último domingo(18/09) sobre os crescentes erros dos profissionais de enfermagem nos hospitais, clínicas e ambulatórios de todo o Brasil. Quem não se lembra do caso em São Paulo, onde uma enfermeira ao invés de soro, injetou vaselina líquida na veia de uma menor, levando-a a óbito? São inúmeros casos e muitos deles nem são de conhecimento público, pois muitas vezes encobre-se a falha desse profissional da enfermagem, até mesmo para não expor a imagem da instituição de saúde.

Nem precisei ver toda a matéria do programa da Globo, para detectar o "x" do problema. E ele se resume unica e simplesmente na formação do profissional de enfermagem. Existem no Brasil "n" escolas de enfermagem que dizem estarem registradas nos órgãos que regulamentam a profissão.E não estão, pois não tem registro para tanto. Tem em seu staff de chamados professores, pessoas que nem formadas são. Isso posto, como é que pode uma pessoa que se matricula numa dessas pseudas  escolas, saírem de lá com algum conhecimento?

Ao meu ver, junte-se aí os erros dos hospitais que contratam enfermeiros recém formados, não realizam treinamento adequado e nem supervisionam a rotina desses novos profissionais.Não estou querendo generalizar, pois é lógico que em muitos prontos-socorros do Brasil existem profissionais corretos, tarimbados e que desempenham satisfatoriamente suas atribuições, mas contudo, é preocupante o crescente número de erros. Uma melhor vigilância das autoridades, assim como dos Conselhos de Enfermagem, amenizaria em parte o problema..

Enfermeiros, atenção redobrada, nunca é demais!
Postar um comentário