AMOR...A BASE DE TUDO NA VIDA!

AMIGOS QUE NÃO DÃO PENA, DÃO ORGULHO!

Venha e junte-se a um grupo de amigos que já participam do blog e se preocupam com o nosso país, com as nossas crianças, com a natureza, com os idosos e também com os animais. Faça essa "corrente pra'frente" e se gostar das postagens, COMENTE.Aqui você FAZ A DIFERENÇA! Sejam muito bem vindos!

AMIGOS INCENTIVADORES DO BLOG "BRASIL DÁ PENA" :

domingo, 23 de outubro de 2011

JAPÃO PÓS-TSUNAMI...AINDA HÁ MUITO O QUE FAZER!


Em março passado, a costa nordeste do Japão foi atingida por uma catástrofe sem precedentes.O terremoto de 8,9 da escala richter, seguido de um tsunami com ondas de até 12 metros, devastaram o país, que geograficamente falando, está numa área do globo propensa a terremotos. Cidades como Fukushima, Iwate e Sendai, foram quase que totalmente destruídas e hoje, passados mais de sete meses, muito ainda há por fazer.
O governo japonês se vê de mãos atadas para reconstruir aquela região.Apesar de terem dinheiro em caixa para a reconstrução, há falta de mão de obra para o trabalho ali. Conheci em minha fábrica, um amigo brasileiro, que foi checar as condições que a empreiteira oferecia de trabalho. Eles ofereciam o salário de Y 25.000(vinte e cinco mil yenes) por dia.Isso dá o equivalente a pouco mais de R$ 583,00(quinhentos e oitenta e três reais). A pessoa, aceitando o emprego, assinava um termo de responsabilidade, assumindo os riscos nocivos de uma eventual radiação, além do que, era questionada por psicólogos, se tinha realmente equilíbrio emocional para desempenhar o trabalho, já que, inevitavelmente encontrariam corpos em decomposição, não só de pessoas, como também de animais. E essa chamada "garimpagem" macabra era feita numa jornada de 8 horas diárias.

Eu fiquei sabendo que poucos, ou raros brasileiros se aventuraram nesse trabalho. Outros estrangeiros, como filipinos, tailandeses, coreanos e chineses, é que fazem frente, ou tentam fazer, para que cidades sitiadas e destruídas comecem a se reconstruir.Mas está muito difícil, sem previsão de conclusão.

O vídeo acima foi feito por um japonês, de dentro do seu carro, e só foi interrompido,quando um vergalhão de ferro ultrapassa o vidro dianteiro e obviamente, interrompe a gravação.E nessa era do DV, ou mini DVD, a água não danifica o disco, motivo pelo que, as imagens podem ser vistas. Realmente, a força de um tsunami impressiona. Quiçá, o nosso amado Brasil nunca venha a conhecer essa indesejada força da natureza.
Postar um comentário